Estabilização de um Talude em Área de Risco

logoDynamis[1]
1- Problema
Trata-se de um talude em área de risco, tomado por invasões desordenadas (favela), onde foram executados aterros sem controle algum, com aproximadamente 30m de extensão, 22m de altura e cerca de 50º de inclinação, onde ocorreu ruptura do talude.


2- Metodologia

Foto1b[1]Com objetivo de investigar as camadas do solo em questão, foram consultados mapas geológicos, bibliografia, banco de dados e realizadas sondagens a percussão.

A partir das sondagens executadas foram definidas as camadas representativas, programadas e executadas coletas de amostras e ensaios de laboratório para determinação dos parâmetros das camadas do subsolo.

Foram realizados estudos de estabilidade do talude e obtidos os fatores de segurança. Como já era previsto devido à ruptura já ocorrida, o resultado foi fator de segurança baixo, mostrando a necessidade de reforço do talude.

3- Diagnóstico e Solução

Com o estudo realizado, foram discutidas as seguintes alternativas de reforço do talude:

–   Retaludamento e solo grampeado.

–   Escavação vertical e reforço com duas linhas de tirantes, junto a um retaludamento em corte com 45º de inclinação, conforme figura a seguir.

Foto2b[1]
– Escavação vertical de 4m com uma linha de tirantes espaçados a cada 1m, demonstrado conforme figura abaixo, sendo esta a solução adotada como reforço.
Foto3b[1]
As escavações foram feitas após cravações de perfis metálicos, e realizada em etapas seguidas da colocação das lajes treliçadas e concretagem entre as almas dos perfis.

Com 2m de escavação foi executada a linha de tirantes para posterior escavação de mais 2 m do trecho vertical.

Foto4b[1]

Finalmente foram executados canaletas na crista e pé do talude, de forma a evitar infiltrações e evitar o aumento excessivo de umidade do solo.
Foto5b[1]
foto6b[1]

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *